A Estratégia do Oceano Azul

Como criar novos mercados e tornar a concorrência irrelevante.

Marketing / 08 de OUTUBRO de 2015 / Marco Fontaneti / 8911





PRIMEIRA PARTE DO RESUMO DO LIVRO “A Estratégia do Oceano Azul - Como criar novos mercados e tornar a concorrência irrelevante.”, de Renée Mauborgne e W. Chan Kim.

Livro fundamental para entendimento de posicionamento, inovação e estratégia de negócios. Recheado de referências e exemplos práticos, este livro é essencial para quem quer pensar fora da caixa e inovar.

Para um estudo mais aprofundado, com os gráficos das matrizes de valor, os exemplos reais e estudos de caso, RECOMENDO a compra e leitura do livro na íntegra. Vai abrir sua cabeça e te encher de ideias boas para sua empresa.

Mas vou apontar aqui as principais sacadas do livro.

A Estratégia do Oceano Azul

A ideia central do oceano azul é de que, para vencer, as empresas devem parar de competir umas com as outras. Em vez de superar as concorrentes, elas devem tornar a concorrência irrelevante.

Imagine o mercado como sendo composto de dois oceanos. Os oceanos vermelhos e os oceanos azuis.

O oceano vermelho é formado pelos setores já conhecidos e existentes, onde as fronteiras  e as regras são conhecidas e aceitas, onde cada empresa tenta superar suas rivais para abocanhar a maior fatia possível da demanda existente. Com cada vez mais concorrentes, as margens diminuem, os produtos e serviços se transformam em commodities e a briga aumenta, como tubarões lutando por um pedaço de carne, deixando a água vermelha de sangue.

O oceano azul, ao contrário, é formado por espaços de mercado inexplorados ou até mesmo desconhecidos. Nestes espaços a demanda é criada (ou descoberta) pela empresa, há poucos concorrentes, as regras ainda estão indefinidas e o lucro e o crescimento são altos. As águas ainda estão intactas, azuis.

Sempre será importante navegar com sucesso nos oceanos vermelhos, superando os rivais. Esta é uma realidade inevitável no mundo dos negócios.

Mas com a oferta cada vez mais superando a demanda, as empresas precisam ir além da competição no oceano vermelho, elas precisam desbravar novas oportunidades de crescimento e de lucro, criando seus próprios oceanos azuis.

Então, bem-vindo à Estratégia do Oceano Azul !  =)

O impacto da criação de oceanos azuis

Para entender a validade desta ideia, vamos ver alguns números.

Um estudo sobre lançamentos de novos negócios por mais de 100 empresas, demonstrou o seguinte:

86% dos lançamentos foram em oceanos vermelhos, porém estes responderam por somente 62% do aumento da receita e somente por 39% do aumento do lucro. Já os 14% dos lançamentos em oceanos azuis foram responsáveis por 38% do aumento da receita e por 61% do aumento dos lucros.

Legal, né?

Inovação de Valor

A pedra angular da estratégia do oceano azul é a inovação de valor.

Mas o que é inovação de valor? É quando a empresa consegue afetar favoravelmente dois pontos: sua estrutura de custos e sua proposta de valor para os compradores. O resultado é: menor custo para a empresa e maior valor para o comprador.

Em outro texto, vamos explicar melhor a sequência estratégica correta para gerar uma inovação de valor. Por enquanto, devo dizer que, primeiro: menor custo não significa menor preço e, segundo: não será o custo que definirá o preço.

Oceano Vermelho x Oceano Azul

Para entender melhor a diferença entre as duas estratégias, veja este resumo comparativo.

Oceano Vermelho: Competir nos espaços de mercado existentes.
Oceano Azul: Criar espaços de mercado inexplorados.

Oceano Vermelho: Vencer os concorrentes.
Oceano Azul: Tornar a concorrência irrelevante.

Oceano Vermelho: Aproveitar a demanda existente.
Oceano Azul: Criar e capturar a nova demanda.

Oceano Vermelho: Exercer o trade-off valor x custo.
Oceano Azul: Romper o trade-off valor x custo.

Oceano Vermelho: Optar entre diferenciação ou baixo custo.
Oceano Azul: Optar por diferenciação e baixo custo.

Ferramentas e Modelos de Análise

O livro ensina a usar duas ferramentas muito, mas muito interessantes e práticas: a Matriz de Avaliação de Valor e a Matriz das Quatro Ações (eliminar - reduzir - elevar - criar).

Elas são sensacionais e dedicaremos um post somente para falar delas, em breve.

Os 6 Princípios da Estratégia do Oceano Azul

E para finalizar, estes são os seis princípios que devem ser aplicados para criar um oceano azul:

1) Reconstrua as fronteiras do mercado.

2) Concentre-se no panorama geral, não nos números.

3) Vá além da demanda existente.

4) Acerte a sequência estratégica.

5) Supere as principais barreiras organizacionais.

6) Introduza a execução na sua estratégia.

Não detalharei estes princípios agora, também vamos escrever um post só para falar deles, mais tarde.

Vamos ficar por aqui hoje, nesta pequena introdução.

E nos próximos textos, conforme prometi, vamos falar um pouco sobre as ferramentas e modelos de análise (matriz de valor, matriz das 4 ações) e depois sobre a formulação da estratégia em si (a aplicação dos seis princípios).

Até lá!




Gostou? Veja mais artigos da categoria Marketing
ou sobre vendas




pratza

Especialista em Websites,
desde 2008.


Mais que um fornecedor,
um Parceiro de Negócios.


Entre em contato

2019 Pratza Websites      desenvolvido pela pratza